quarta-feira, 16 de janeiro de 2008

Muro da Vergonha 7

Cartório Eleitoral da 98a Zona em Teresina

Ainda tô sob efeito do sol na moleira e do total descaso, então vamos lá. Todo mundo que vota aqui na zona lesta da cidade tá tendo que ir nesse cartório trocar de título, pois agora todos fazemos parte dessa recém criada 98a zona. O problema é que a gente chega lá e não tem nem um estagiário pra dar informação, a porta fica trancada e através de outras pessoas que estão aguardando descobrimos que temos que bater na porta até aparecer um cara que recebe os títulos, depois ele se tranca de novo e depois de muito tempo abre outra porta lá nos fundos para entrega dos novos, sem existência de fila nem na entrega nem no recebimento. Só pra ele abrir a porta nós esperamos mais de 30 minutos, sem ninguém dar nenhuma satisfação. Depois, tome molho no sol quente até eles entregarem o título novo. Pra completar a palhaçada o Servisan de lá informa que o edital do TRE que está em toooooodos os jornais está com a informação errada, que o prazo para troca não é 31 de janeiro, mas só em Setembro...Ridículo, tenho certeza que existem pelo menos 3 outras opções de jeitos mais fáceis e civilizados de proceder essa troca...

4 comentários:

  1. acho bom o prazo ser em setembro mesmo...eu nem tava sabendo disso.

    abraços
    Teresa

    ResponderExcluir
  2. Hi again, see tthis is the site i told you i signed up to. It has some nice information about how to make money using OPP, i think you might find it interesting. here it is. bye!

    ResponderExcluir
  3. oi Flávia!!
    Não pude te dar os parabéns ontem porque estava sem internet em casa e o celular no qual teu número tava gravado foi furtado...

    Então, meus parabéns atrasado! Muita paz, saúde, alegria, amizade, amor e dinheiro! :):)
    hehehehe..vc merece!

    ResponderExcluir
  4. Quem trabalha no serviço público tem de ser solícito com quem o procura: esse é um imperativo de que todo funcionário que honra sua função jamais deve prescindir. Infelizmente tem deles que são servidores só no nome e isso é lamentável. Muitas vezes já precisei do serviço público: encontrei bons e maus funcionários. A sensação a que me condicionaram hoje, quando entro numa repartição, é a de que estou, por um momento, órfão, até que uma "alma boa" se interesse por mim de verdade e "adote" o meu problema.

    ResponderExcluir